domingo, 2 de setembro de 2007

ANGOLA...NA HISTÓRIA E NA LENDA - I

  • - Mesmo parecendo incrível, haverá muita gente a demitir-se de falar sobre Angola pelo facto de esta se ter tornado num bastião de influência marxista quando alcançou a Independência como República Popular de Angola.
  • - No entanto, Angola é um enorme território que se estende por um vasto território com 1.246.700 Km2 e 13.134.000 habitantes, limitada a Norte e Nordeste pela República Democrática do Congo, a Este pela Zâmbia, a Sul pela Namíbia e a Oeste pelo Atlântico.
  • - Cabinda, erradamente considerada como uma das suas Províncias, tem uma superfície de 7.270 Km2 e cerca de 300.000 habitantes.
  • - A estrutura zoológica de Angola é caracterizada por três unidades principais, a saber:
  • - A orla sedimentar litoral (3%), que acompanha a costa, com uma largura variável de 80 Km no Soyo, de poucos quilómetros de N'Zeto ao Caxito e do Sumbe ao Namibe, atingindo 150 Km na Kissama;
  • - Formações sedimentares (59%) a abranger as regiões do nordeste, leste, e sudueste e uma parte do sul;
  • - Maciço Antigo (38%) a cobrir quase toda a metade oeste, exceptuando a região entre os rios Cubango e e Catuluvar e a orla litoral.
  • - Dois terços do território estão a uma altitude entre 1.000 e 1.600 metros. Os planaltos do Bié, do Huambo e da Huíla têm altitudes entre os 1.500 e os 2.000 m. O ponto mais alto de Angola é o Monte Môco, com 2.620 m e situa-se em Ukuma, a cerce de 100 Km da cidade do Huambo (ex-Nova Lisboa), logo seguido do Meco, com 2. 583 m.. No Norte sobressaem a Serra da Canda, os morros de Nambuagongo e Pungo Andongo. No Centro-oeste encontram-se os morros de Wakokungo, Dala-Cachibo, Seles e toda a zona serrana do Huambo. No Sul, o maciço da Caconda, os Quilenges e a Serra da Leba. Todo o O é um extenso planalto, com pequenas variações de altitude: A região da Calunda, na região do Cazombo e as nascentes do Cuando e Quembo, na região de Tempué, ambas com cerca de 1.500 metros.
  • - Da população de Angola apenas uma pequena percentagem não é de origem "Banto": os "Cuissi", de origem Vátua, e os Bosquímanes. Durante mais de setecentos anos houve grandes migrações dos Povos Bantos, cujas tradições culturais impuseram que os homens que chegavam casassem com mulheres que viviam já nas áreas onde todos passavam a residir.
  • - Os mais conhecidos são os "Kikongo", no século XIII, que se espalharam pelo Noroeste, vindos do Norte; os "Jaga", no século XVI, que atravessaram a região Oeste do território e se fixaram por todo o país, entrados pela fronteira Norte -Nordeste; os "Helelo", no século XVI, e "Nganguela", no século XVIII, que entraram pelo Leste e se espalharam por todo o Sul; os "Tchokwe" (ou Quioco), que no século XVIII, vindos do Nordeste, se disseminaram pelo Este, Centro e Sul; os "Nyaneka", no século XV, os "Kwangalis" e os "Makokolos", ambos no século XIX, que entraram pelo Sul e Sudueste. Sabe-se que também os "Bapende" e os "Mbundo" (ou Kimbundo), que tinham a mesma origem e coabitavam a mesma região a Norte do rio Kuwanza, e os "Ovimbundo", que viviam nos planaltos centrais, onde os "Jaga" os foram encontrar já no século VI. Actualmente existem mais de 100.000 mestiços e a população branca, que antes da independência (1975) era superior (400.000), é actualmente de cerca de 100.000 habitantes.
  • - A língua oficial de Angola é o Português, mas fala-se também nas línguas Umbundo, Kimbundo, Kikongo, Tchokwe, Kwanyama e Mbunda. Apesar de haver desencontros entre os etnólogos e os antropólogos que têm procurado sintezar os conhecimentos sobre estes grupos étnicos de Angola e procuram cartografar as suas área territoriais, com a polémica a centrar-se na configuração dos grupos (10, segundo estudos feitos) e sub grupos (que seriam 90 ou mais, segundos os estudiosos), a descrição atrás registada é a que consta como digna de credibilidade , por estar confirmada pelos diversos organismos das Nações Unidas.
  • - As religiões professadas são as crenças tradionais africanas, 40% de Católicos e cerca de 12% de Protestantes.
  • - A densidade populacional está estimada em 10 habitantes por Km2, sendo das mais baixas de África. É uma população bastante jovem, estimando-se que cerca de 58% tem menos de 20 anos de idade, 71% tem menos de 30 anos, 8% têm mais de 50 e 4% mais de 60 anos de idade.
  • - O País divide-se em 18 províncias: Cabinda - capital na cidade de Cabinda; Zaire - M'Banza Congo; Uíge - Uíge (ex-Carmona); Bengo - Caxito; Luanda - Luanda; Kuanza Sul - Sumbe; Kuanza Norte - N'Dalatando (ex-Salazar); Malange - Malange; Lunda Norte - Lukapa; Lunda Sul - Saurimo (ex-Henrique de Carvalho); Moxico - Luena; Benguela - Benguela; Huambo - Huambo (ex-Nova Lisboa); Bié - Kuíto (ex-Bié); Namibe - Namibe (ex-Moçamedes); Huíla - Lubango; Cunene - N'Giva e Cuando Cubango - Menongue (Serpa Pinto).

Sem comentários: